domingo, 24 de junho de 2007

Vazio de não Star

Desenrolar o viço deitado no dorso e dizer-lhe sobre isso antes que escureça. O preceito que traz por dentro a fantasia sábia, o farfalhar calado num pedestal – pequenos e ingênuos vincos – seus pueris pensamentos, completar alguma coisa, tornado-a inteira, perfeita ou imperfeita, porém, tão preciosa quanto encontrar novamente o delicioso esplendor das transparências, de ser-lhe mais uma dançarina.

Um comentário:

neo-orkuteiro disse...

As surpresas aqui já começam no título. Star tem referência suficeiente na memória do consumidor, mas a sugestão de "estar" fica, parece-me, bem mais forte, diria que com boa ajuda da proximidade com "não".
Vou lendo e logo topo com "antes que escureça" de intrigante expressividade ...
Com a "fantasia sábia" de quem tem "pueris pensamentos" e o "farfalhar calado" e daí por diante, já me surpreendo de forma esperada. Só que no final, o "ser-lhe mais uma dançarina" me boquiabre.
Acho-me suficientemente recompensado por ter vindo a este seu blog em retribuição à recente visita sua ao meu Bonde e lido este post (bem como os anteriores, dessa vez na ordem cronológica). Só que, em se tratando de ler você, isto não é mais surpresa, amiga Terê. Meus melhores cumprimentos, então.