terça-feira, 2 de junho de 2009

Uma Outra História Possível

Olá amigos,

Na edição 44 do "Histórias Possíveis"
(entre outros colaboradores da revista), existe
" O homem que brilhava", desta que vos escreve,
"encadeada" pela alegria de mais uma publicação.
Partilho com vocês: Boa leitura!
http://historiaspossiveis.wordpress.com/2009/05/31/o-homem-que-brilhava/

7 comentários:

Ana Guimarães disse...

Você tá impossível, hein amiga! Mil publicações! Até acadêmica, vê se eu posso!
Parabéns, Tere, você merece! Fico muuuuito feliz por esses prêmios, todos merecidíssimos!
Quando vc volta ao Rio pra gente tomar outro chope com o Pasin? (Aquele dia foi muito corrido!)
Beijos

Djabal disse...

Sua escrita a cada dia que passa está mais leve, incorpórea. Algo que eleva. Nos eleva. Não conheci nada parecido até agora, meus parabéns e meu muito obrigado. Beijos.

Luiz Ramos disse...

Tere,

“Onde acabaria alguém de alma demasiado sensível?”
Dirigir-se ao indefinível...
Tudo é pura poesia.
Luiz Ramos

antes blog do que nunca! disse...

Minha amiga de alma leve...chegas a todos os recantos do universo.

1 Bj*
Luísa

Tere Tavares disse...

Ana,
Djabal,
Luiz,
Luísa,
Eis então a trilha infinita que nos oferece o oceano das palavras.
Queridos amigos, vossa presença é alegria multiplicada!!
Um beijo, e ótimo final de semana pra vocês!

Rosemari disse...

Tere

CAda dia mais me orgulho de ser sua amiga. Conhecer você foi um presente de Deus na minha vida.

beijos

Ricardo Calmon disse...

Tu és brisa,vento,sussurro do mar em plenitude,emanas mel em favos ,em escrita forma!

Viva Vida!

Chopin from Rio,e não chamou euzinhu e Regina?buáááááááááááááá´!

Beijo mãos suas,madrinha minha!

Viva Vida!