sábado, 9 de maio de 2009

Histórias Possíveis

Na edição 41 do "Histórias Possíveis"
figura o conto de minha autoria: "Sobre uma concepção".

Partilho com vocês a alegria desta publicação,
para mim, de singular siginifcado.
Há outros trabalhos também de exímios escritores.
Para leitura basta clicar no título desta postagem.
Bem-vindos! Obrigada!

13 comentários:

Salete Cardozo Cochinsky disse...

Parabéns
Compartilho contigo o reconhecimento por mais e mais espaços de divulgação de obras literárias.
Beijos, vou ler.
Salete

Salete Cardozo Cochinsky disse...

Tere,
Não consegui deixar comentário no link de Histórias Possíveis, deixo aqui:
Para que haja vida, alguém a concebe. Não há uma receita, não há elementos determinados e medidas. Há desejo e acolhimento do bem e saudável, quando podemos percebe-los.
Parabéns, merecido reconhecimento
Beijos
Saly

antes blog do que nunca! disse...

Parabéns, minha querida! Mais uma alegria maravilhosa....para deixar o nosso dia, ainda mais azul.

1 Bj*
Luísa

Rosemari disse...

Parabéns Tere, que texto maravilhoso, como sempre.

beijos

ney alexandre disse...

feliz por ti, guria!

Tere Tavares disse...

Salete,
Luisa e Renato,
Rosemari,
Ney,

Sinto-me honrada pela presença e pela leitura. Muito obrigada.

Abraços a todos!

Madalena Barranco disse...

Ahh, Tere, eu AMEI seu texto, que em cada palavra concebe literatura de excelente qualidade.

Beijos, querida
P.S.: obrigada pelo lindo comentário. A Bruxauva ficou enrubescida, se é que isso é possível - rsrsrsr.

Tere Tavares disse...

Madá,
querida amiga, sonrisa hermosa...Amei a tua presença.
Um beijo-morango!

Lu Cavichioli disse...

Tere eu fui te ler, e como sempre, sua literatura dispensa maiores comentários, pois é the best.

Beijos

Lu

Ricardo Calmon disse...

Assim como a bruxauva,enrubescido fiquei,pelas chamas e aromas de escritos infinitos seus!

Beijo mãos suas

Madrinha Amada Minha!

Viva A Vida!

Tere Tavares disse...

Lu,
Obrigada pela vinda e pela leitura.
PS
Adorei a minha fada!

Ricardo,
Bom amigo, visitas que trazem flores. Girassóis seus aqui se refletem, para minha alegria.

Djabal disse...

Fiquei feliz com a sua festa. Muito feliz. Com o fato de ser escolhida, dentre vários candidatos.
O reconhecimento anônimo é a melhor coisa que pode acontecer, é proveniente do trabalho.
E você mais do que ninguém, fez por merecer, pela qualidade. Siga em frente. Beijos.

Tere Tavares disse...

Djabal,
Rilke já nos ensina, (assim como Shopenhauer), que na intinerante busca e amor à Literatura prevalecerá o que lhe dedicamos de tempo e carinho; se a reverter-se em reconhecimento é um acréscimo da doce(?) sorte. Obrigada amigo, pelas felicitações. Paz e bem. Beijos