domingo, 30 de setembro de 2012

do arco ao círculo

 

Do arco a círculo 
a nudez das palavras
a dança do silêncio
o desfolhar dos olhos
o cio mudo dos cílios
o sol a soltar-se entre os lábios 
na transparência das libélulas
a mira eufórica das bétulas.

 
http://esteeodardo.blogspot.com.br/2012/09/do-arco-ao-circulo.html 

3 comentários:

Salete Cardozo Cochinsky disse...

Querida Tere
Quanto se pode dizer com poucas palavras. Isso decorre da capacidade intelectual e da sensibilidade.
Lindo poetizar.
Bjs

Maria João disse...



Como uma " dança do silêncio" sobre os olhos.
Transparências da alma...

Um beijinho, Tere

João Esteves disse...

Terê, do arco às bétulas, passando por palavras nuas, silêncio dançante, libélulas transparentes, quanta poesia. Beijos.